Dr. Paulo Casali - Logo

Blog

Depressão na terceira idade: 5 formas de evitar a doença

Tempo de Leitura: 2 min.
Data de Publicação: 12/09/2023
Sumário

A depressão na terceira idade é bastante recorrente e precisa de atenção. Nesse momento, os idosos sentem-se solitários, principalmente quando não estão perto da família. Por isso, a doença se tornou comum nessa faixa etária, provocando sintomas como alterações de humor, desânimo, crises de choro, entre outros. Existem alguns meios de evitar o transtorno, como buscar ajuda profissional, ter um tempo de lazer, fazer o que gosta, se alimentar de forma saudável e praticar atividades físicas. 

Depressão é um problema que impacta a qualidade de vida de milhares de pessoas. O que muita gente não sabe é que a depressão na terceira idade é bastante recorrente e precisa de atenção. 

Mas, existe alguma maneira de evitar essa doença? No post de hoje, falaremos mais sobre o assunto e vamos destacar 5 dicas importantes. Acompanhe!

O que pode causar a depressão na terceira idade?

Nesse momento da vida, os idosos sentem-se solitários, principalmente quando não estão perto da família. Assim surge a sensação de exclusão e outros pensamentos como a dificuldade de lidar com perdas, problemas financeiros, entre outros. 

Quais são os sintomas de depressão em idosos? 

Nos últimos tempos, a depressão na terceira idade tem se tornado comum e manifestando diversos sintomas, sendo eles: 

  • Tristeza profunda e persistente;
  • Choro sem um aparente motivo;
  • Alterações de humor;
  • Desânimo;
  • Cansaço generalizado;
  • Insônia;
  • Dor pelo corpo ou de cabeça;
  • Perda de interesse em atividades do dia a dia.

É possível evitar a doença? 

Sim, é possível evitar a depressão na terceira idade com algumas medidas para amenizar os sentimentos negativos. Abaixo, vamos destacar 5 dicas que podem auxiliar:

1 - Buscar ajuda profissional 

É fundamental buscar a ajuda de um médico ou psicólogo ao notar qualquer sintoma da doença para realizar o tratamento adequado, como uma terapia integrativa, medicamentos antidepressivos ou a combinação de ambos.

2 - Separar um tempo para o lazer

Muitos idosos passam bastante tempo em suas residências. Uma alternativa é separar um tempo de lazer e realizar passeios com a família.

3 - Fazer o que gosta

É importante ocupar a mente, mesmo com pequenas tarefas durante o dia, apenas para gerar algum tipo de felicidade e satisfação.

4 - Alimentação saudável

A alimentação deve ser equilibrada, rica em frutas, legumes, verduras e proteínas magras que podem contribuir com o bem-estar emocional.

5 - Praticar atividades físicas 

A atividade física regular tem inúmeros benefícios para a saúde mental e física. Atividades simples como caminhar, nadar, dançar ou fazer yoga, podem ajudar a reduzir o risco de depressão.

Além de todas essas dicas, não deixe de consultar o médico para uma orientação precisa e para garantir um envelhecimento saudável.

O conteúdo esclareceu suas dúvidas? Comente abaixo!

Dr. Paulo Casali
DR. PAULO CASALI
CRM: 76648 
RQE: 15487

Meu nome é Paulo Antonio Casali, sou médico Geriatra e Nutrólogo com mais de 30 anos de experiência.

Meu foco é na prevenção com uma visão holística e Integrativa para um envelhecimento digno e bem sucedido.

Sou prescritor de cannabis medicinal, homeopatia, fitoterapia e prática ortomolecular.

Será um prazer atendê-lo e oferecer a você o melhor que a medicina pode proporcionar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende 
sua consulta

magnifiercross