fbpx

Qual a diferença entre os sintomas de coronavírus, gripe e resfriado?

Quando o novo coronavírus contamina, ele apresenta sintomas semelhantes a gripes e resfriados, sendo comum que pacientes se confundam em relação a sua condição, o que pode ser um perigo. Apesar de similares existem diferenças entre as doenças que podem ser observadas. A primeira delas é que na Covid-19 os sintomas vão de leves a severos, enquanto no resfriado eles aparecem de forma gradual e na gripe se iniciam de forma repentina.

Mas quais são esses sintomas? Confira abaixo!

Febre: Na Covid-19 e na Gripe é comum a ocorrência de febre, enquanto nos resfriados ela é rara.

Cansaço: Na Covid-19 e nos resfriados as vezes pode ocorrer cansaço e fadiga, sintoma que é comum na gripe.

Tosse: Assim como na gripe, a Covid-19 também se caracteriza pela presença de tosse (geralmente seca), já nos resfriados a tosse surge de forma leve.

Espirros: Os espirros que são tão comuns nos resfriados, raramente surgem nos contaminados pela gripe ou Covid-19.

Dores no corpo e mal-estar: Enquanto na Covid-19 esse sintoma ocorre em alguns casos, nas gripes e resfriados são comuns.

Coriza ou nariz entupido: Sintoma raro na Covid-19, comum nos resfriados e às vezes presente na gripe.

Dor de garganta: As dores de garganta são comuns em resfriados e podem ocorrer em alguns casos na Covid-19 e gripes.

Diarreia: A diarreia é um sintoma raro na Covid-19 e nos resfriados, mas pode ocorrer às vezes nas gripes, especialmente em crianças.

Dor de cabeça: As incômodas dores de cabeça são comuns na gripe, raras nos resfriados e às vezes podem ocorrer na Covid-19.

Falta de ar: A falta de ar é um sintoma raro nas gripes e resfriados, mas pode ocorrer na Covid-19, sendo um dos sinais de agravamento do quadro.

Perda de olfato e paladar: São muitos os casos de contaminados com a Covid-19 que relatam a perda total do olfato e paladar, sendo essa uma das principais formas de reconhecer a doença.

 

Mantenha a saúde em dia

Apesar do momento atual pedir que fiquemos em casa, muitos idosos precisam receber acompanhamento do médico geriatra com regularidade, seja por consultas de rotina, acompanhamento de alguma doença ou mesmo para receber diagnóstico de alguma nova queixa. Para não deixar a saúde de lado sem sair de casa, é importante buscar um médico geriatra que atenda em domicílio. Isso garante que o paciente vai receber o cuidado profissional necessário, sem se expor à riscos na rua.

Na minha clínica, localizada no Ipiranga – Zona Sul de São Paulo, além de oferecer os atendimentos no consultório, também disponibilizo para meus pacientes as consultas domiciliares, onde vou até a residência do paciente, proporcionando mais comodidade e segurança.

 

[sc name=”agendeinterno”]

×